Foco do Brasil

Investimento e produtividade: mais leilões no Governo Bolsonaro Andreia Luiza Matias - 08/11/21 11:44

Imagem: Marcos Corrêa/PR

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) leiloou, na sexta-feira (5), na B3, em São Paulo, duas áreas portuárias. O investimento previsto é de R$ 222 milhões.

Os leilões envolvem a MAC13 (Porto de Maceió) e Tersab, no Complexo Portuário de Areia Branca, no Rio Grande do Norte.

O diretor-geral da ANTAQ, Eduardo Nery, salientou que ao todo entre 2020 e 2021 serão realizados 22 leilões portuários. “Os leilões trazem investimentos e produtividade para o setor. Isso contribui para a geração de emprego e renda”, afirmou.

O diretor também destacou os seis leilões que acontecerão em 19 de novembro — duas áreas no Porto de Santos, uma no Porto de Porto Alegre, outra no Porto de Imbituba (SC), uma no Porto de Itaguaí (RJ) e a outra no Porto de Cabedelo (PB). As quatro últimas serão leiloadas na modalidade de arrendamento simplificado. “Menos burocrático, a figura do arrendamento simplificado, certamente, trará mais dinamismo ao setor portuário”, disse o diretor. 

Diogo Piloni, secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura, destacou as vantagens dos leilões. “Os arrendamentos significam o oferecimento de infraestrutura adequada às áreas, contratos com segurança jurídica e atração de investimentos. O açúcar e o sal marinho são fundamentais para as economias de Alagoas e do Rio Grande do Norte, respectivamente.”

Compartilhe:

PRÓXIMAS NOTÍCIAS