Foco do Brasil

Governo Bolsonaro estende vacinação contra gripe para toda a população Andreia Luiza Matias - 05/07/21 16:05

Reprodução

O Governo Federal estendeu a campanha de vacinação contra a gripe para toda a população brasileira acima dos seis meses de idade. A partir de agora, as secretarias de saúde podem decidir qual a melhor forma de ampliar a imunização em cada município.

De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, “Campanhas de imunização são prioridade do Ministério da Saúde”. O objetivo, segundo o ministro, é reduzir os casos graves de gripe, que também pressionam o sistema de saúde.

A campanha de vacinação contra a gripe conta com mais de 80 milhões de doses de imunizantes produzidos pelo Instituto Butantan. Até o momento, 34,2 milhões das cerca de 79 milhões de pessoas que fazem parte do público alvo foram imunizadas, ou seja, 42% do público alvo tomou a vacina da gripe.

Fazem parte dos grupos prioritários: pessoas acima dos 60 anos, professores, crianças de seis meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, trabalhadores da saúde, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento, Forças Armadas, funcionários do sistema prisional e presos.

As duas campanhas de vacinação, tanto da gripe e quanto da Covid-19, estão ocorrendo ao mesmo tempo. Em função disso, a orientação do Ministério da Saúde é para que a vacinação contra a Covid-19 seja priorizada nos grupos alvos.

Assim, a população prioritária da vacinação contra gripe e que ainda não recebeu doses contra a Covid-19, deve receber antes a vacina covid-19 e fazer o agendamento da aplicação da vacina influenza, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre elas.

Compartilhe:

PRÓXIMAS NOTÍCIAS