Foco do Brasil

Bolsonaro participa de entrega de mais de 50 mil títulos no Pará e faz discurso pela liberdade Andreia Luiza Matias - 18/06/21 17:24

Imagem: Isac Nóbrega/PR

O presidente Bolsonaro foi recebido com festa em Marabá (PA), nesta sexta-feira (18), onde participou de uma cerimônia de entrega simbólica de títulos de propriedade. O Governo Bolsonaro entregou, nos últimos dois anos, 50.162 documentos de títulos, no Pará, sendo 47.234 da reforma agrária e 2.924 de ocupantes de glebas públicas federais. Durante seu discurso, Bolsonaro agradeceu a Deus por sua “segunda vida” e disse que gostaria que governadores fizessem o que ele faz.

“Nós temos que andar ao lado do povo. Povo este, que nós políticos devemos lealdade absoluta. Hoje estou acompanhado também de parlamentares e estou muito feliz com isso.”

O presidente falou sobre as riquezas naturais do país e da capacidade do agronegócio do país, que hoje garante segurança alimentar não só a brasileiros, mas também a mais de um 1 bilhão pessoas pelo mundo.

“O homem só pode produzir se tiver segurança naquilo que ele trabalha. Esses títulos, hoje, distribuídos aqui é um direito de vocês. É mais do que um privilégio estar aqui, é uma satisfação redobrada, porque essas pessoas agora, perfazendo um total de 50 mil aqui no estado, tem um pedaço de terra para dizer que é seu e de sua família. Dessa forma, cada vez mais, nós afastamos as atividades nefastas do MST. A propriedade privada é sagrada.”

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), é o maior número dos últimos 20 anos no estado, que detém 13 milhões de hectares de áreas de assentamentos. Segundo o Incra, cerca de 40% dos processos de regularização fundiária do país estão concentrados no Pará. A maior parte desses processos é de pequenas propriedades. Com o título em mãos, é possível buscar crédito para produzir na propriedade rural e ter acesso às políticas públicas governamentais.

Ainda durante o discurso, o presidente falou sobre a importância do cumprimento da Constituição Federal e destacou o artigo 5º, que trata dos Direitos Fundamentais.

“O nosso direito de ir e vir é sagrado, o nosso direito ao trabalho também, a nossa liberdade de culto também. Eu lamento que muitos governadores do Brasil usurparam disso e fecharam o comércio, obrigaram o povo a ficar em casa, decretaram lockdowns e também toque de recolher. Tiraram o sustento dos mais humildes, que apavorados não tinham como sobreviver. Essas atitudes, além de não recomendáveis, obviamente atingem a dignidade da pessoa humana. Esse presidente que vos fala não fechou um botequim sequer. Muito pelo contrário, quando o povo começou a sentir necessidade, pelo fechamento do comércio, criou o auxílio emergencial.”

Bolsonaro disse que somente em 2020, foram destinados R$ 300 bilhões para o auxílio emergencial. Valor que segundo ele, equivale a 10 anos de Bolsa Família. O presidente também agradeceu a confiança do povo pelo voto nas últimas eleições.

De acordo com o Incra, o Governo Federal investiu nos assentamentos do Pará mais de R$ 40 milhões nas diversas modalidades do Crédito Inicial. Uma das principais modalidades é o Fomento Mulher que disponibiliza ao público feminino até R$ 5 mil para implementação de projetos produtivos

Compartilhe:

PRÓXIMAS NOTÍCIAS