Foco do Brasil

Bolsonaro confirma Dr. Marcelo Queiroga como Ministro da Saúde Da Redação - 15/03/21 19:30

Imagem: Foco do Brasil

Na chegada ao Palácio da Alvorada, o Presidente Jair Bolsonaro falou ao Foco do Brasil nesta segunda-feira (15) sobre a indicação do Dr. Marcelo Queiroga como novo Ministro da Saúde. O Presidente falou também sobre a aquisição e produção de Vacinas contra a Covid-19 no Brasil e fez elogios à gestão do atual Ministro da Saúde Eduardo Pazuello. Confira o que disse o Presidente:

“Foi decidido agora a tarde a indicação do médico Dr. Marcelo Queiroga para o Ministério da Saúde. Ele é presidente da sociedade brasileira de cardiologia, a conversa foi excelente, já o conhecia a alguns anos, então não é uma pessoa que tomei conhecimento a poucos dias e tem tudo no meu entender para fazer um bom trabalho, dando prosseguimento em tudo que o Pazuello fez até hoje.”

“No tocante às vacinas, um programa bastante ousado, mais de 400 milhões de doses contratadas até o final do ano. Esse mês vamos receber mais de 4 milhões de vacinas, e essa política de vacinação em massa continuará cada vez mais presente em nosso governo.”

“Vale lembrar que desde o ano passado nós já contratamos alguns laboratórios, inclusive um com transferência de tecnologia. Essas vacinas nesse mês de Agosto são todas elas produzidas no Brasil. O Brasil é um dos poucos países que tem o know-how para produzir vacinas.”

“E paralelamente a tudo isso, o senhor Marcelo Queiroga, médico agora, também gestor mas muito mais entendido na questão de saúde, vai fazer outros programas que interesse cada vez mais para diminuirmos o número de pessoas que venham a entrar em óbito por ocasião dessa doença que se abateu o mundo todo.”

“Vale lembrar que o Brasil é o quinto país em valores absolutos que mais vacina no mundo, então o trabalho do Pazuello está muito bem feito, a parte de gestão foi muito bem feita por ele, e agora, vamos partir para uma parte mais agressiva no tocante ao combate ao vírus.”

“Então anuncio agora, que o Dr. Marcelo Queiroga, a partir de amanhã, vai ser publicado em Diário Oficial da União, e começa então uma transição que vai demorar uma ou duas semanas.”

Compartilhe:

PRÓXIMAS NOTÍCIAS