Foco do Brasil

Bolsonaro ações do governo para alavancar a economia brasileira Andreia Luiza Matias - 31/05/21 15:05

Imagem: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro participou nesta segunda-feira (31), por meio de videoconferência, da cerimônia de abertura do Fórum de Investimentos Brasil 2021. O evento, voltado a investidores estrangeiros, foi organizado pela Apex-Brasil, pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Governo Federal.

Durante seu pronunciamento, no evento, que conta com a participação de 101 países, Bolsonaro falou sobre conquistas relevantes para o país “ao todo, deverão ser apresentados 60 projetos de investimentos com um valor de carteira estimado em cerca de 72 bilhões de dólares”.  O presidente afirmou, ainda, que a partir das propostas desenvolvidas, espera-se que o Brasil receba aproximadamente 50 bilhões de dólares em investimentos e gere 22 mil empregos entre 2021 e 2022.

Bolsonaro destacou que a economia brasileira é uma das dez maiores receptoras de investimentos estrangeiros diretos no mundo e que a retomada do crescimento no país já ocorreu, assim como a geração de empregos.

“A participação de tantos executivos de empresas globais relevantes, neste evento, reflete o interesse que partilhamos ao ver o Brasil produzir, cada vez mais e melhor”.

O presidente chamou a atenção para a necessidade de usar as riquezas da Amazônia de forma sustentável de modo a dar dignidade àqueles que convivem com a miséria, mesmo cercados por riquezas. Bolsonaro classificou a situação como “paradoxo amazônico”.

“A adequada remuneração dos serviços ambientais prestados na região amazônica; a concretização da bioeconomia; e a exploração sustentável dos recursos florestais, minerais e agrícolas, de forma inovadora, são imperativos para superarmos esse paradoxo. Nunca tive dúvidas de que é falso considerar opostos o desenvolvimento e a sustentabilidade”.

Ao destacar ações de seu governo, por meio de obras, que devem colaborar com o desenvolvimento do país, o presidente defendeu a dignidade do povo amazonense: “Desejo, sim, ver investimento, ciência, tecnologia e inovação se converterem em emprego e renda para as populações amazônicas”.

O presidente Bolsonaro reafirmou o compromisso do governo com reformas e projetos estruturantes para reduzir o custo Brasil. “Trata-se de aperfeiçoar normas e políticas para melhorar o ambiente de negócios. Para isso, desenhamos soluções tributárias que asseguram estabilidade macroeconômica em contextos de desafios orçamentários. Engajamos, portanto, o setor privado nacional e estrangeiro na solução de nossos gargalos logísticos e de infraestrutura. Queremos modernizar e tornar mais transparente e simples nossa legislação”.

Bolsonaro reiterou o desejo de tornar o Brasil membro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e defendeu um “sistema multilateral de comércio sem protecionismo e fundamentado em regras”.

“Desejamos intensificar a integração econômica com nossa região, o que significa Mercosul e América do Sul mais dinâmicos, livres e democráticos”.

Bolsonaro destacou que a pandemia apesar de causar preocupações, não tem o poder de comprometer a economia brasileira.

“O Brasil está, mais do que nunca, preparado para oferecer oportunidades únicas a investidores de todo o mundo por suas potencialidades, assim como por sua segurança jurídica e econômica que busquei fortalecer durante meu governo.”

O presidente também lamentou as vidas perdidas durante a pandemia e falou de ações para combater a Covid-19.

“Manifesto meu pesar às famílias das vítimas. Diante dos naturais desafios que o país vem enfrentando há evolução positiva. O Brasil já aplicou mais de 65 milhões de doses de vacina. Mais de 20% da população brasileira já recebeu, pelo menos, a primeira dose de imunizante da Covid-19. Para além das duas variedades de vacinas, já sendo utilizadas, fechamos em maio acordo para a compra de mais de 100 milhões de doses da Pfizer.”

O presidente destacou alguns temas importantes que devem ser debatidos no Fórum como: inovação, novas fontes de energia e meio ambiente além de infraestrutura logística.

“Todos esses assuntos são fundamentais para o desenvolvimento econômico e sustentável do Brasil. Estou certo de que importantes investimentos e negócios surgirão nos intercâmbios e experiências que aqui terão lugar.”

Compartilhe:

PRÓXIMAS NOTÍCIAS